Inaugurado Núcleo de Apoio às Mulheres de Ituverava

   Aconteceu na manhã de quarta-feira, dia dois de fevereiro, a inauguração do NAMI (Núcleo de Apoio às Mulheres de Ituverava). O novo instrumento de defesa e amparo da classe feminina da cidade fica na no NAF (Núcleo de Apoio à Família) “José Plinio Romanini”.
   Conforme informou uma das idealizadoras e representante da sociedade civil no novo órgão, a empresária Darlene Rodrigues, o NAMI foi criado no final de 2021 e inaugurado nesta quarta- -feira com a finalidade de acolher mulheres vítimas de violência doméstica com atendimento psicológico, social e jurídico, além de encaminhamentos à rede de apoio e realização de campanhas, informações e capacitação.
   Ela lembrou que a ideia inicial foi do subtenente da Polícia Militar Eugênio Luiz de Paula que avaliando as ocorrências percebeu a necessidade de iniciar este serviço de atendimento as mulheres e, assim convidou alguns setores e pessoas responsáveis que abraçaram a causa, nascendo assim o NAMI.
   Formado por Darlene Rodrigues (Sociedade Civil), Andréia Santarosa (Secretaria do Bem Estar e Integração Social), Andréa Yamada (Vereadora), Andreza Gomes da Silva Nishimoto Maeda (Santa Casa de Misericórdia de Ituverava), Célia Avelar (Conselheira Tutelar), Maria Laura Teixeira Lino (CRAS – Centro de Referência da Assistência Social), Paula Gumieiro (CAPS – Centro de Atendimento Psicossocial), Ana Carolina Borini Duarte (APAE – Associação de Pais e Amigos do Excepcional de Ituverava/CER), José Constantino da Silva “Tino” (IVVI – Instituto de Valorização da Vida de Ituverava / NAF), Bárbara Andréa Ribeiro (Articuladora de Humanização – DRS VIII Franca – NTH – SES – SP), Eugênio Luiz de Paula (Polícia Militar do Estado de São Paulo) e Mariana Oliveira (Fafram – Faculdade Doutor Francisco Maeda) .
   Diante da importância e da finalidade, o Núcleo de Apoio as Mulheres recebeu o convite para ocupar uma das salas no NAF “José Plínio Romanini”, desta forma o atendimento do NAMI será realizado em uma sala específica no prédio do antigo Colégio Anglo.
   Os atendimentos serão realizados por psicólogas através de procura espontânea ou encaminhado por outros órgãos.
   Após o atendimento será oferecido se necessário assistência multi setorial com os órgãos que apoiam o núcleo, encaminhamento para CREAS (Centro de Referência Especializado em Assistência Social), CAPS (Centro de Apoio Psicossocial), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Santa Casa de Misericórdia e APAE/ CER (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ituverava/Centro Especializado em Reabilitação).
   O funcionamento do NAMI é de segunda a sexta das 8h às 17h aberto a mulheres vítimas de violência seja física, psicologia, moral, sexual, patrimonial, etc. O principal parceiro da nova instituição é a Unimed Norte Paulista, mas continuam a procura de apoiadores pois ainda são necessários cobrir alguns custos fixos.
   “O NAMI está no início do seu trabalho, que é o acolhimento para as mulheres, mas iremos prosseguir com campanhas educacionais nas escolas para os adolescentes, capacitação de atendimento para outros setores e grupo de reunião aos homens infratores com campanhas de prevenção à violência doméstica”, informou a representante da sociedade Civil, Darlene.
   Nesta quarta-feira, no salão nobre da Fundação Educacional de Ituverava, para inauguração do NAMI houve apresentação de uma roda de conversa proferida pelos coordenadores do projeto “Escuta Ativa” da cidade de Franca, com o promotor de Justiça Cláudio Escavassini e a advogada Carolina que trouxeram informações sobre o tema: “Desafios no combate à violência contra a mulher da rede de atendimento”.
   A inauguração foi prestigiada pelos promotores de Justiça de Ituverava, Dra. Débora Anderson e Dr. Erton Evandro de Souza David, Delegado da Polícia Civil Dr. Jucélio de Paula Silva Rego, o prefeito Luiz Antônio de Araújo, Tenente Comandante da Polícia Militar Regis Antônio Mendes, Sargento Divino, comandante de Miguelópolis, Tenente PM Regis Antônio Mendes, comandante de Igarapava, Sargento PM Renato Moreira da Silva da Terceira Companhia da Polícia Militar de Ituverava, a primeira dama Fabiana de Lima Araújo também secretária do Bem Estar e Integração Social, a secretária da Saúde Raquel Rezende e a secretária da Educação Renata Sandoval Pagoto, o empresário Ricardo “Kadão” Chaebub Rodrigues, vereadores Pastor Manoel, Adauto de Matos, Antônio Mandioca e Marcelo Kuru entre outros convidados e personalidades.
   O prefeito Luiz Araújo falou sobre a importância do novo órgão de Ituverava. “O NAMI é uma grande conquista para o nosso município, especialmente para as mulheres, que agora contarão com uma instituição a disposição para atendê-las quando necessário”, ressaltou.
   “Quero agradecer e parabenizar a iniciativa de todos os profissionais e instituições envolvidas nesse trabalho. Que Deus abençoe a todos”, definiu Araújo.
   Os representantes do NAMI aproveitaram para agradecer os apoiadores para que o espaço recebesse os cuidados necessários: Boutique Via Brasil, SunMed, Pharma-in, Thaís Modas, Tend Tudo, Posto Chão Preto, Casa do Produtor, Sapato.com, Arlete Acabamentos, Somatec, loja Broto, Clínica Cardoso, Comercial Mendonça, Abessa, Art Flor, Só Colchões, Boutique Naná, Garoa Materiais Elétricos e Maria Eugênia Decor.
   NAMI (Núcleo de Apoio às Mulheres de Ituverava) Coronel Francisco Junqueira , 317 (Sala no NAF – Núcleo de Apoio à Família/antigo Colégio Anglo). Whatsapp (16) 99991 2020.