Santa Casa tem projeto selecionado por Eficiência Energética

Os projetos contemplados pela Chamada Pública de Eficiência Energética da CPFL Energia foram definidos e a Santa Casa de Misericórdia de Ituverava está entre eles. Ao todo, a companhia beneficiará 46 propostas que terão investimento de R$ 36,5 milhões em 2022.
O projeto da Santa Casa de Misericórdia de Ituverava terá investimento em torno de R$ 1 milhão, onde será implantada de uma usina fotovoltaica de 174kWp e ocorrerá a modernização da iluminação externa da Santa Casa, em que serão substituídas luminárias ineficientes por luminárias de tecnologia LED, mais eficientes. As demais iniciativas estão espalhadas por cidades onde as quatro distribuidoras da CPFL atuam: CPFL Paulista, CPFL Piratininga e CPFL Santa Cruz, em São Paulo, e RGE, no Rio Grande do Sul e é financiada com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Em maio, a CPFL publicou o edital com as regras para as submissões de projetos, que podem contemplar diversas ações, tanto do poder público como do setor privado, desde que se encaixem na área de eficiência energética e cumpram os requisitos do edital. Demais ações
Na CPFL Paulista, foram 17 projetos aprovados, dos quais seis são em hospitais, e o investimento será de R$ 16,9 milhões.
Já na CPFL Piratininga, serão nove projetos atendidos com aporte de R$ 4,98 milhões. Na CPFL Santa Cruz, duas propostas foram aprovadas e R$ 516 mil de investimento. E na RGE, 18 projetos, sendo seis hospitais, e R$ 14 milhões a serem investidos.
“A Chamada Pública de Eficiência Energética é um espaço aberto às mais distintas ideias de prefeituras e outros órgãos de serviços públicos, entidades do terceiro setor e também clientes comerciais e industriais. Para a CPFL Energia, concretizar esses projetos é motivo de orgulho, principalmente porque, uma vez realizadas, as ações beneficiam diretamente as populações das cidades em que atuamos”, comenta Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL.
Os contemplados
Todos os projetos selecionados foram apresentados por clientes ativos de uma das distribuidoras da CPFL. As propostas vão desde melhorias na iluminação pública das cidades, apresentadas por prefeituras, até ações de eficiência em hospitais e escolas.
As propostas recebidas na Chamada Pública de Projetos de 2021 foram avaliadas em quatro fases: documental (análise dos documentos solicitados), técnica (avaliação A Santa Casa de Misericórdia de Ituverava que tem projeto selecionado na Chamada Pública de Eficiência Energéti ca da CPFL da viabilidade), compliance (avaliação do cliente sob a ótica das leis anticorrupção) e ranking (pontuação e classifi cação). Sobre a CPFL Energia
A CPFL Energia, há 109 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.
Focada em uma forma mais sustentável de produzir energia, tem na CPFL Renováveis uma das maiores empresas de geração da América Latina a partir de fontes alternativas, com um portfólio baseado em fontes limpas como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Em geração, é a terceira maior agente privada do País, com capacidade instalada de 4.303 MW.
Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 10 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.
A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.