Jovem Administrador é aprovado Mestre pela USP

Iedo Matuella Filho é formado em Administração de Empresas pela FFCL de Ituverava

O jovem administrador Iedo Matuella Filho teve sua dissertação de conclusão do Mestrado pela FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade) da USP de Ribeirão Preto, apresentada no dia oito de agosto, aprovada pela banca de docentes, após concluir o curso na renomada instituição.

   Iedo é formado em Administração de Empresas pela FFCL (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ituverava). Ele teve como orientador o professor Doutor Cláudio de Souza Miranda

   O Título da dissertação de sua dissertação foi “Adaptações empresariais em relação à pandemia do novo coronavírus: um enfoque nas áreas de governança corporativa, riscos e compliance”. Ele é filho dos empresários Iedo Matuella e Lurdes Ferronato Matuella, diretores do futuro Auto Posto do Tchê .

   Em entrevista, o jovem conta o que motivou a cursar o Mestrado e a escolha do tema, o que representou a conclusão desta etapa e como a FFCL de Ituverava contribuiu para esta conquista. “A FFCL foi a primeira etapa da minha jornada no nível superior, foi minha base”, recorda.

   O jovem também destacou apoio dos pais e do professor orientador e informou seus projetos futuros. Confira a entrevista.

   Progresso: O que motivou a cursar o Mestrado? Por que escolheu este tema?

   Iedo Matuella Filho: Quando eu estava cursando a graduação, eu sempre ajudei os amigos a estudar para as provas, explicando a matéria para eles e eles entendiam bem, com os resumos e conversas em semanas de provas. Além disso, alguns professores durante o curso me instigavam sobre eu poder dar aula no futuro, por fazer bons trabalhos, apresentar bem os seminários e ter boas notas. Em 2019 recebi a oportunidade para começar a lecionar na FFCL e surgiu o interesse em observar a área acadêmica com uma maior atenção. No decorrer daquele ano, abriu o edital para o ingresso no mestrado, que me despertou o interesse. Decidi passar pelo processo de seleção com o apoio de professores da FFCL e ingressei no programa de pós-graduação da FEA/RP – USP.

   Sobre o tema, eu sempre gostei da área de análises organizacionais, seja em finanças ou em controles, além disso, um assunto que sempre me interessei foi sobre estudos na parte de corrupção e fraudes. Com o acontecimento da pandemia, que se iniciou logo quando ingressei no mestrado, surgiu a oportunidade de estudar os efeitos dela em uma série de áreas. Com o apoio do meu orientador Cláudio, tivemos a ideia de observar as mudanças organizacionais que a pandemia pôde acarretar nas empresas, com o olhar direcionado na parte de governança corporativa, riscos e compliance (GRC), buscando os profissionais do mercado por meio de entrevistas e questionários para trazer a visão mercadológica sobre o tema.

   Progresso: O que representa para você a conclusão desta etapa?

   Iedo: Pra mim é uma grande vitória ter concluído essa jornada, são quase 30 meses de muito estudo e dedicação, aulas, escrita e pesquisa na etapa da dissertação que foi bem extensa. Além disso, conseguir conciliar o mestrado com o meu trabalho e as aulas na faculdade. Foi uma jornada cansativa, porém, muito recompensadora, pois aprendi muito durante o período, conheci grandes pessoas e fiz bons amigos no processo.

   Progresso: A que fatores você dedica a conclusão do curso e aprovação do trabalho?

   Iedo: Foi um grande esforço para conseguir a conclusão do trabalho, somado ao período pandêmico, conciliar as obrigações do dia-a-dia com a escrita da pesquisa, a busca pelos participantes dos questionários e entrevistas e a redação da dissertação em si. Dedico muito a conclusão desse trabalho primeiro aos meus pais, que sempre me apoiaram em minhas decisões, assim como também ao meu orientador Dr. Claudio Miranda, que foi um grande alicerce nessa jornada.

   Progresso: Como a FFCL contribui para esta sua conquista?

   Iedo: A FFCL foi a primeira etapa da minha jornada no nível superior, foi minha base. Lá aprendi com grandes professores, que passaram seus conhecimentos para que eu pudesse evoluir e alcançar meus objetivos, além do apoio que tive dos mesmos para que eu pudesse ingressar e efetivamente concluir o mestrado.

   Progresso: Quais são seus projetos futuros?               

Iedo: Atualmente pretendo me dedicar a empreendimentos familiares, além disso, continuar na carreira acadêmica como professor de nível superior e em produção de pesquisas nas áreas organizacionais.