Bispo Diocesano visita Paróquia São João Batista

   Esteve em Ituverava na quinta-feira, dia três de fevereiro, o bispo Diocesano de Franca Dom Paulo Roberto Beloto. Ele compareceu na Paróquia São João Batista, onde foi recebido pelo pároco Padre Adailson e colaboradores.
   O bispo visitou as instalações da Matriz São João Batista e o Centro Pastoral São Filipe Neri, onde procedeu a benção no Salão Santa Irmã Dulce e reuniu-se com membros do Conselho Econômico da Paróquia.
   Em entrevista ao Jornal O Progresso, Dom Paulo Roberto falou sobre o motivo de sua vista e a avaliação da paróquia. “O Padre Adailson e suas lideranças estão de parabéns”, destacou. O bispo diocesano elogiou a iniciativa dos atrativos construídos visando atrair e motivar a fé da população, como a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes e o Pátio de São José.
   Ele também destacou a importância da Igreja no momento de Pandemia que toda a humanidade está enfrentando e deixou ainda uma mensagem à população de Ituverava. Dom Paulo Roberto estava acompanhando do Padre Valdomiro, da Paróquia São Sebastião de Franca e econômico da Diocese. Confira a entrevista.
   Progresso: Qual motivo da visita do senhor à Paróquia São João Batista de Ituverava?
   Dom Paulo Roberto Beloto:
Faz parte do ministério apostólico as visitas pastorais, a presença do Bispo em ocasiões como celebrações do Crisma, festa do Padroeiro e quase todos os convites que o padre faz, nós costumamos marcar e cada cinco anos o bispo deveria visitar todas as paróquias da Diocese com uma visita mais programada e nesta visita fazemos um programa de atividades.
   Eu já fiz esta visita a todas as paróquias da Diocese e aqui na Paróquia São João Batista foi no ano de 2015. Decidimos este ano marcar uma visita em todas as paróquias novamente. Então neste dia nós pedimos para que o Padre fizesse um relatório da paróquia e seus diversos serviços.
   Depois é momento de convivência e de partilha, nos colocamos à disposição do Padre se ele tem alguma pergunta ou dúvida. Com a pandemia, nós também achamos que como Diocese, podemos oferecer os nossos serviços, observar como estão as paróquias nesse momento que estamos vivendo.
   Progresso: Que avaliação o senhor faz da Paróquia São João Batista?
   Dom Paulo Roberto:
A Paróquia São João Batista já conheço, é de bastante dinamismo. O Padre Adailson e suas lideranças estão de parabéns. Estou muito feliz com encaminhamento da paróquia e como ela está funcionando, com os fiéis que aqui participam, pois percebemos que há o retorno muito grande de participação da população.
   Progresso: Quanto à parte física da paróquia, estão em andamento algumas obras no Centro Pastoral, recebeu alguns atrativos como a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes e o Pátio de São José, como senhor observa estes trabalhos?
   Dom Paulo Roberto:
Também foram boas iniciativas, a parte física, de governo e administração nem sempre é muito fácil, como também em outras instituições e até em nossas famílias, nós todos padecemos com essa situação econômica difícil, mas a gente percebe que os reparos necessários estão sendo dados, a infraestrutura, o prédio da Igreja e o Centro Pastoral já acolhendo as pessoas, crianças, jovens e adultos para as catequeses e claro que tem muitas coisas para se investir, mas os passos que estão sendo dados são muito positivos. Eu acho que a Paróquia São João Batista está de parabéns. Progresso: Falando de modo geral, diante do momento de Pandemia, qual o papel e a importância da Igreja para a população continuar enfrentando este momento difícil? Dom Paulo Roberto: Primeiramente nós procuramos seguir as normas.
   A pandemia nos trouxe muitos desafios e ainda vão continuar, mas também aprendemos, o ser humano aprende com as crises e dificuldades e tira lições para a vida.
   A Igreja tem procurado dar uma resposta primeira na questão de cuidados, prevenção e aquilo que as autoridades sanitárias têm pedido como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento.
   Agora teremos que priorizar o retorno pastoral porque a parte religiosa é fundamental na vida, pois com tantos problemas e se não poder celebrar fica ainda mais complicado, então esse retorno de nossas celebrações e encontros das atividades é fundamental.
   Depois o cuidado com as famílias mais carentes, assistência espiritual às pessoas, a pandemia gerou muita ansiedade, medo e crises e o retorno espiritual ajuda muito e a fé é uma resposta muito importante para o ser humano e a Igreja ainda tem muito a oferecer.
   Progresso: Quantas paróquias pertencem à Diocese de Franca?
   Paulo Roberto:
São 45 paróquias e criamos uma recente que é na cidade de Franca, dedicada à Nossa Senhora da Rosa Mística. E dezenas de capelas, além das matrizes, nas cidades e rurais em 18 municípios.
   Progresso: como foi a recepção em Ituverava?
   Dom Paulo Roberto:
Muito bem recebido como sempre, Ituverava tem um povo muito acolhedor, também nossos padres e lideranças sempre nos acolhe e me sinto em casa sempre que venho à cidade.
   Progresso: O senhor pode deixar uma mensagem para a população de Ituverava?
   Dom Paulo Roberto:
Deixo aqui as minhas orações, minhas bênçãos e conclamo sempre com uma força maior, e isso é importante na vida do ser humano com as graças de Deus em sua misericórdia e o amor que Ele tem para cada um de nós, coragem, confiança apesar de todos os problemas que enfrentamos. Deus com certeza está presente, nos abençoando e nos protegendo e nos fortalecendo em nossos caminhos.