Enfermagem tem Campanha de Doação de Sangue

A Liga Acadêmica de Urgência e Emergência do Curso de Enfermagem da Fafram (Faculdade Dr. Francisco Maeda) de Ituverava realizou no sábado, dia 25 de setembro, a 1ª Campanha de Doação de Sangue em prol do Hemocentro de Franca. O transporte foi ofertado pela Fafram e contou com o apoio do Rotary Clube de Ituverava. Segundo a Coordenadora de Enfermagem Andreza Gomes da S. Nishimoto Maeda, o lançamento da Campanha aconteceu no Dia da Responsabilidade Social da Fafram pela Liga Acadêmica.

A Liga tem como tutores responsáveis os docentes: Fernanda Marelli e Danilo de Oliveira Sousa e os alunos do 8º ciclo de Enfermagem: Thuany Aparecida Mariano Dib; Maria Gabriela Ribeiro Moreira Dos Santos; Vanessa Ribeiro Dourado; Júlia Bortoletto Roque; Geovana Larissa dos Santos; Ana Laura dos Santos Paula e Irving Erik Ramos Furtado; Ana Cristina dos Santos; Lorrainy Kethelyn Barros Moreira dos Santos e Stephanie Aparecida Calixto.

No total, foram 25 pessoas que realizaram o cadastro antecipado, sendo que destas 23 puderam doar. Participaram: Gabrielle Gonçalves de Paulo; Kelly Patrícia Alexandre da Silva; Ana Maura Lima Ribeiro; Jéssica Cristina Caretta Teixeira; Ana Laura Negrijo Scapin; Adrielly Hipolito Galdencio Oliveira; Lara Eduarda Pereira Tavares; Tales Misael; Guilherme Dias da Silva; Aparecido Barbosa da Silva; Kenia Balsanuf Lima Caliman; Jaqueline Cristiana Ferreira Silva; Eunice Ferreira Ribeiro; Fernanda Marelli; Vera Eunice Teixeira Marelli; Edgar Aparecido Marsolla da Silva; Jéssica Ferreira Silva; Mônica Machado Barbosa; José Martins; Fábio Aurélio Marelli; José Gabriel Ribeiro, e Alessandro Ribeiro Costa.

Sabe-se que durante a pandemia COVID-19 houve uma redução do estoque de sangue no país. Por este motivo, a Liga Acadêmica considera relevante a Participantes da Campanha de Doação de Sangue no Hemocentro de Franca campanha que tem como objetivo conscientizar a população da importância da doação de sangue e assim alcançar mais doadores voluntários.

Em 2019, foram realizadas 3.271.824 coletas de sangue no país e em 2020 o número caiu para 2.958.665. Segundo o Ministério da Saúde, a redução se deu em razão da diminuição na circulação de pessoas por conta da COVID-19.

O Ministério da Saúde estima que, no ano passado, devido à pandemia de COVID-19, o número de doações tenha diminuído 20%, na comparação com o ano anterior. No primeiro trimestre de 2021, a taxa de doação voluntária da população brasileira era de 1,6%, dentro do padrão estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para uso subsequente em transfusões de sangue.