Núcleo de Apoio as Mulheres de Ituverava completa 1 mês de atividade

Na semana do Dia Internacional, NAMI se firma como instrumento de amparo e defesa das Mulheres da cidade

   O NAMI (Núcleo de Apoio as Mulheres de Ituverava) surgiu por iniciativa do Subtenente Eugênio Luiz de Paula que presenciando o crescente aumento da violência contra a mulher em nosso município se sensibilizou e teve um olhar de cuidado para com essas mulheres que o levou a procurar uma forma mais efetiva de ajuda-las.
   Em busca de parceiros que colaborassem nesta missão, o projeto foi abraçado por vários parceiros, dentre eles o IVVI (Instituto de Valorização da Vida de Ituverava), a Unimed Norte Paulista, Santa Casa, Conselho Tutelar, CER (Centro Especializado em Reabilitação) da APAE de Ituverava, Ordem dos Advogados do Brasil, Fafram (Faculdade Dr. Francisco MAeda), secretarias municipais, a primeira dama Fabiana Araújo, a vereadora Andreia Yamada, empresária Darlene Rodrigues, entre tantos outros que estão juntos na intenção de proporcionar um cuidado para as mulheres Ituveravenses.
   “Nós temos um número alarmante de violência contra a mulher no Brasil, e não é diferente em nosso município e ter um lugar como o NAMI que proporcione antes de tudo um atendimento humanizado, um lugar de escuta, um espaço onde esta mulher pode ser ouvida sem críticas ou preconceitos, onde ela pode ser ela mesma sem medo, tendo a possibilidade de se reconhecer e de florescer como mulher, é de extrema importância pois sabemos a dificuldade que estas mulheres encontram para sair de um ciclo de violência”, afirma a psicóloga Luana Martins.
   O NAMI foi inaugurado dia 02 de fevereiro e em um mês foram feitos quatro atendimentos, suficiente para que o órgão se firme como instrumento de amparo e defesa da mulher na cidade. “Um número significativo para o primeiro mês, ficamos felizes por termos a confiança destas mulheres e esperamos que esta confiança cresça cada vez mais para que assim mais mulheres se sintam confortáveis e confiantes para procurar ajuda”, ressalta Luana.
   O NAMI hoje oferece um atendimento psicológico individual e em grupo, com as Psicólogas Luana Martins, Juliana Martins e Elizangela Cavalari, Assistência Social, através da Secretaria do Bem Estar e Integração Social e Assessoria Jurídica por meio da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).
   “Oferecemos um atendimento multidisciplinar levando em consideração a complexidade e a individualidade de cada caso respeitando o processo de cada mulher”, ressalta Luana.
   “Acreditamos que uma equipe motivada, um ambiente aconchegante, um atendimento acolhedor é o mínimo que podemos oferecer em troca da confiança destas mulheres que nos procura em um momento de tanta dor e vulnerabilidade. O amor é o principal fator para o sucesso nos atendimentos do NAMI”, destaca a psicóloga.
   Durante a semana da mulher foram realizados na segunda-feira, dia sete de fevereiro, um café da tarde repleto de conhecimento sobre: Violência doméstica e como ajudar quem está passando por isso. Já na terça, dia oito, também aconteceu um café da manhã delicioso recheado de beleza e saúde com a equipe de Enfermagem da Unimed aferindo pressão, medindo a glicemia e tirando dúvidas sobre a saúde da mulher.
   A parte da beleza foi atendida pela designer de sobrancelhas Joseane Lorenço, as cabelereiras Ysis Alves e Kauane Garcia, trancista Adriana Santos e maquiagem e cuidado com a pele com representantes da Mary Kay. “Foi um dia de festa para comemorar as conquistas das mulheres ao longo dos anos, um dia pra levantar a autoestima feminina. E você mulher Ituveravense é nossa convidada especial sempre seja no eventos ou visitas”, conclui a profissional.
   NAMI (Núcleo de Apoio às Mulheres de Ituverava): Atendimento – Rua Doutor Adhemar de Barros, 358. Centro. No NAF (Núcleo de Apoio à Família) – prédio do antigo Colégio Anglo.