4º Aniversário da Administração do Sr. Balduino Nunes da Silva

Reminiscência de Ituverava 03 de maio de 1942

Por Celso Barbosa Sandoval

Este nosso trabalho testemunhado e pesquisado tem objetivo relembrar, mostrar sobre nossa história,
aspectos historiográficos e demográficos, um apanhado dos panoramas culturais, sociais, políticos e
administrativos, meios de transporte, vias de comunicações e outros informes importantes, elaborados
e pesquisados pelo escritor Celso Barbosa Sandoval.

   Como noticiamos, grandes homenagens serão prestadas, no dia 19 do corrente, ao Sr. Balduino Nunes da Silva, em regozijo pelo transcurso do quarto aniversário de sua gestão à frente da Prefeitura Municipal desta cidade. As solenidades, entre outras, constarão de ofício religioso, às 9 horas, na Igreja Matriz; jogos esportivos, às 16 horas, no campo da A. A. Ituveravense; sessão cívica e baile, às 20 e 22 horas, respetivamente, no salão de festas da A. A. Ituveravense.
   A esse movimento, recebido com simpatia em todas as classes sociais do nosso município, como se pode deduzir pelo grande número de presenças confirmadas, aderiram mais as seguintes pessoas:
   DE ITUVERAVA: Ramiro de Paula Santos, João Alves de Paula, Herculano de Paula Silveira, Laurinda Alves de Paula, Ilda de Paula Silveira, Alaíde de Paula Silveira, Jandira Ferreira de Paula, João Paula Silveira, João de Paula Filho, Benedito Paula, Antônio de Paula Silveira, Arací de Paula, Benedito Paula Silveira, Joaquim Fonseca, João Teixeira da Silva, Custódio Carvalho Sousa, Nestor Jacó de Paula, Jerônimo Dias Borges, Canuto Borges de Freitas, João Leandro da Silva, Antônio de Paula, Lupércio Veludo, João Manuel Martins, Teresa de Paula Basílio, Virgulino Melo, Amaro de Sousa, Jerônimo Gonçalves, João Chinali, João Adib, Luiz Ferrato, Olívio Marzinote, Erimoaldo Fernandes Lima, Altino Ribeiro, Evaristo Gonçalves – agricultores; Naime Jabur, Alexandre Peixoto Figueiredo, Ernesto Leite Filho, José Peixoto de Figueiredo, José Jacó, José Morgan de Aguiar, José Mirandola, Corradino Mirandola, Gilberto Bernardes Vioti, Miguel Gomes, Jerônimo de Meneses, Antônio Barbosa, Tomaz Ambrósio – comerciantes; Primo Celso Tótoli, Tufi Matar, Fortunato Amadeu, Joaquim P. Bomfim, João Flauzino Sandoval, Michel Nunes, Alfredo Moisez Auzi, Anacleto Sinhorini, Vicente Nicolela, Severino Trigo – proprietários; Aristóteles Peixoto Figueiredo, Joaquim Assunção, Otáclito Barbosa, Inácio Marcolino, José Bento Barbosa, Expedito de Lima Amorim, Gibroil Miguel, Edvaldo Vital, Nelson Viaro, Vitório Poleto, Hélio T. Marques – comerciários; João Beber Filho, Luiz Latorraca, Jandira Neves, Dinorá dos Santos Silva, Chamena C. B. Lima, Alda Cardoso Jardim, Clélia Maria Barbosa de Oliveira, Veldo Barraqui – professores; Garcia de Freitas, Manuel Pontes Neto, Edmundo Pita, Reginaldo Alexandre, Tales Waltenior Trigo, José Paulo França, Alberto Amêndola – estudantes; Arlindo Matos de Oliveira – farmacêutico; Milton de Sousa Fernandes – escrevente do 1.º ofício; Mário Scaf – auxiliar do Posto de Fiscalização; Messias Norberto de Paula – pedreiro; Aquiles Bombig – agente de seguros; Gilton Morgan Aguiar – funcionário público; Lauro Matar – escriturário; Paulo Cunha, Wiliam Matar – guarda- -livros; Antônio França – escrivão interino do júri; Luiz França – 2º escrevente habilitado do júri; Adelino Augusto Lopes – proprietário e agricultor; Joaquim Nunes Macedo – proprietário e fazendeiro; Cícero Barbosa Lima – agrimensor e proprietário; Francisco Peres Soro – guarda-livros; Pascoal Amêndola – negociante e proprietário; Cid Mota Lima – guarda-livros; Antônio Simpliciano Barbosa Filho – oficial de Justiça; José Moreira – administrador; Calisto Miguel – corretor; Júlio Bernardes Almeida – zelador; José Amadeu – alfaiate; Lauro Bordon, Wilton Martins, Valdomiro Mariano, práticos de farmácia; Delvent Pereira – farmacêutico; Francisco Alves Ferreira – oficiais de farmácia; Humberto França diretor-proprietário do Jornal “Cidade de Ituverava”; Juventino Miguel – serventuário do cartório de paz; José Flausino Sandoval – contador da Prefeitura; Melanchton Vale Machado – agente da Cia; Moacir Garcia Prado – alfaiate; Arlindo Chiconeli – barbeiro; José de Jesus Soares – zelador; Newton Freire A. Viana – concessionário da Empresa Telefônica; Oliveira Batista – barbeiro; Jerônimo Restivo – funcionário do Grupo Escolar; Mário Stoco – relojoeiro; Dr. Augusto Cesar Barreto – delegado de polícia; Geraldo Restivo – funcionário do Ginásio Municipal; Sebastião Rodrigues – barbeiro; Antônio Izaltino da Silva – pedreiro; José Bombig – músico; Elias Carneiro – fotógrafo; Antônio de Paula Freitas, Antônio de Assiz, Valério Joaquim de Sousa, Elza Vital, Pascoalina B. Montefeltro, José da Silva, Gumercino dos Santos, Augusto dos Santos, Alexandre Sarmazo, José Domingo da Silva, Pedro José de Oliveira, Manuel Joaquim Leitão, Antônio Silêncio, Joaquim Mateus, Joaquim Santiago, Arlindo Assis, Esmeraldo Avelino Rego, Messias Barbosa de Freitas, Nelson Cordaro, Santos Guiselini, José Meireles, Sebastião Luiz, Manuel de Paula Ferreira, Joaquim Custódio, José do Carmo Bueno, José Custódio e Reducino de Melo. Os demais nomes continuaram na página três do Jornal Cidade de Ituverava, porém, em nossos arquivos consta apenas a primeira página na qual trazia a referida matéria em sua primeira página na edição do dia 03 de maio de 1942. Esperamos ter valorizado a administração do então prefeito Balduíno Nunes da Silva, que denomina o Parque Recreio de Ituverava, onde está localizada a Cachoeira Salto Belo, bem como relembrando muitos nomes que prestigiaram a solenidade.

Foto de Balduino Nunes da Silva