Professora lança livro sobre Família Cavallari

No sábado, dia 13 de novembro a partir das 16h, ocorreu na Chácara Guanabara o lançamento do livro de uma das personalidades mais marcantes que Ituverava possui, sobretudo na Educação. Maria Aparecida de Paula Cavallari Palhares, conhecida como “Dona Pida”, lançou uma obra em prol da divulgação da história da família Cavallari. O nome do livro é “Família Cavallari” e busca retratar a imigração italiana em Ituverava, cerca de seis membros da família Cavallari em nossa cidade.

Em entrevista, Dona Pida destacou que desde o tempo de estudante, no então Ginásio Municipal com a assistência do professor Dr. Antônio Barbosa Lima, ela já gostava muito de estudar a “História”.

“Trata-se, parte da obra, da História de minha família paterna e das famílias de imigrantes italianos na nossa cidade. Também foi meu objetivo proporcionar aos descendentes uma forma de conhecer as suas origens”, informou ao Jornal O Progresso.

No livro, foram abordados dois assuntos: primeiro, os imigrantes italianos em Ituverava, a data de chegada e as atividades econômicas desenvolvidas por eles. Na segunda parte, a obra busca explicar a história das seis gerações existentes, no espaço de cerca de 160 anos, do final do século XIX até o XXI. A impressão foi feita com recursos próprios visando à distribuição para os familiares.

“Acho de grande importância para todas as gerações de quaisquer famílias ter em suas memórias a sua própria história. Se alguém não deixar escrito, ela desaparecerá com o tempo”, destacou Dona Pida.

Trajetória

Maria Aparecida de Paula Cavallari Palhares, conhecida carinhosamente como “Pida”, nasceu em Ituverava em 1938. Filha de Almerinda de Paula Cavallari “Dona Tuta” e José Cavalari, é sua irmã Tereza Maria “Dindinha”. Ela casou-se com Wilson Macenino Palhares, pessoa de grande destaque na comunidade, sobretudo no meio agro, onde foi presidente do Sindicato Rural de Ituverava e da Diretoria da FAESP (Federação dos Agricultores do Estado de São Paulo), entre outras funções importantes na comunidade, e constituiu família, tendo três filhos e, hoje, quatro netos. Formou-se professora aos 17 anos. Trabalhou em escolas como Escola Estadual Marechal Cândido Rondon (Guará); Escola Normal de Ituverava (Instituto Estadual de Educação Capitão Antônio Justino Falleiros); EEPSG (Escola Estadual de Primeiro e Segundo Graus) Martinho Bizutti (Igarapava), entre outras, além de ter sido diretora de escola e Delegada Regional de Ensino.

Também lecionou no Ensino Superior sendo membro do Corpo Docente da FFCL (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras) de Ituverava. Com uma trajetória brilhante, foi uma educadora idealista, capaz, enérgica, exigente e muito marcante. São seus filhos: Silvia, casada com Juninho, Milena casada com Luciano e Guilherme casado com Valéria. De família tradicional, ela dedicou a obra aos netos, que são sua paixão: Luciana, Marcela, Wilsinho e Diego.