Ituveravense está no quadro da Federação Paulista de Futebol

Ituverava é um polo de talentos. Já sabemos dos diversos atletas e personalidades que alçaram voo a partir daqui. O ituveravense Lucas Inocêncio Trindade, por exemplo, que é representante comercial, concilia a profissão com a de árbitro central de futebol, tendo realizado curso pela Federação Paulista de Futebol, e faz parte do quadro da entidade organizadora de eventos esportivos, entre eles campeonatos Paulistas das diversas categorias até as Séries A1, A2 e A3 de futebol profissional.
O jovem, que já possui três anos atuando em arbitragem e também pertence à Liga Paulista de Futsal, concedeu entrevista ao Jornal O Progresso para falar sobre sua atividade e experiência.
O árbitro e representante comercial Lucas é filho de Luiz Carlos Santana Trindade e Adriana Inocêncio Peixoto Trindade e tem a irmã Brenda Inocêncio Trindade. Ele já participou de diversas competições regionais de categorias amadoras e de base, Paulista Sub 11/13, Liga Nacional de Futsal Feminina, entre outros.
“Atuo como árbitro central há três anos. Realizei o curso da escola de árbitros da Federação Paulista de Futebol e o da Liga Paulista de Futsal”, lembrou. “Atualmente pertenço ao quadro da Federação Paulista de Futebol e também filiado a Liga Paulista de Futsal”, enumerou em entrevista.
Sobre a carreira, o ituveravense destacou que a paixão pela arbitragem surgiu da rotina e também da influência de sua professora na época da escola. “A paixão pela arbitragem surgiu de maneira espontânea, apitando interclasses no Justino, influenciado pela professora de Educação Física Simone”, informou Lucas. “E através desses jogos eu fui me apaixonando dia após dia pela arbitragem e tomei a decisão de fazer o curso da Federação Paulista”, lembrou o jovem árbitro.
Lucas tem uma empresa em Ituverava de Meios de Pagamentos, e a flexibilidade de horários faz com que ele consiga conciliar com a profissão de árbitro. “Também tiro um tempo do meu dia para me dedicar a arbitragem”, ressaltou.
No momento, ele está participando de algumas competições amadoras e também na Liga Nacional de Futsal Feminino. “Devido à pandemia, a nossa turma de 2019 foi muito afetada pela falta de jogos nas categorias de base”, reconheceu durante a entrevista. “O meu maior sonho na arbitragem é atuar na Serie A, que é o sonho de todos os árbitros que estão iniciando uma carreira”, frisou o ituveravense.
“Com a chegada do VAR (do inglês Video Assistant Referee), teremos muitas oportunidades e temos que estar preparados, sempre buscando conhecimento e realizando todos os treinamentos que a FPF nos disponibiliza”, acredita o árbitro.
“Temos, sem dúvidas, a melhor equipe de instrutores de arbitragem do Brasil e sempre procuro extrair o máximo de conhecimento e situações de jogo”, concluiu Lucas.