APAE promoveu Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

Entre 23 e 27 de agosto, a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ituverava) promoveu a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Ademais, houve duas Missas de Ação de Graças, uma que aconteceu no dia 21, sábado e outra que foi celebrada dia 28 de agosto. Pelo segundo ano consecutivo, as atividades foram em formato on-line até o dia 27 de agosto. Com base no tema “É tempo de transformar conhecimento em ação”, a campanha de 2021 teve o objetivo de destacar a importância da aplicação dos direitos da pessoa com deficiência.

A temática apontou para o fato de que o Brasil tem uma das legislações mais avançadas do mundo no que se refere à garantia de direitos das pessoas em situação de deficiência, no entanto, na prática, a maior parte do que se assegura na lei não é acessível a todos. “O intuito é dar voz para a pessoa com deficiência, favorecendo o protagonismo e apresentando para a comunidade o seu potencial e direito à cidadania”, declarou a Diretoria da instituição sobre o evento.

Programação

A partir desse norte, a programação elaborada pela APAE de Ituverava discutiu tópicos como acesso à Educação, Saúde, mercado de trabalho, entre outros. Foram cinco dias de conteúdos exclusivos transmitidos pelas redes sociais da APAE – Facebook e Instagram. O calendário de postagens foi o seguinte: Segunda-feira, dia 23 de agosto, “Transformando conhecimento…” em que foi abordado o processo de aprendizagem dos alunos sobre os seus direitos; terça-feira, dia 24 de agosto, “…em ação: vacina” em que a efetivação do direito se concretizou na inclusão da pessoa com deficiência no grupo prioritário da vacinação; quarta-feira, dia 25 de agosto, a discussão foi sobre o “direito a um retorno seguro”, uma vez que os alunos já estão frequentando a escola desde o começo do ano, e é direito o cumprimento das normas sanitárias de combate à COVID-19; quinta-feira, dia 26 de agosto, o tema escolhido foi “Para quem fica em casa: Educação garantida”, ressaltando o direito à manutenção de uma educação adaptada em modalidade remota; e sexta-feira, dia 27 de agosto, o encerramento abordou o tema: “mercado de trabalho e empreendedorismo: em busca da garantia de direito”.

Além da programação on-line, como dito anteriormente, houve Missa de Ação de Graças no sábado dia 21 de agosto e sábado novamente aconteceu Missa na Paróquia Nossa Senhora do Carmo. A Missa de Ação de Graças é uma tradição da APAE de Ituverava, mas que por conta da pandemia da COVID-19 não pôde ser celebrada antes.

Evento

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla é celebrada anualmente entre os dias 21 e 28 de agosto. A data, que entrou no calendário nacional em 2017 através da lei nº 13.585, é desenvolvida pela Federação Nacional das APAE’s desde 1963.

Um novo tema é escolhido a cada ano e os assuntos abordados norteiam os trabalhos desenvolvidos pela instituição ao longo de todo o ano, visando a garantia dos direitos das pessoas com deficiência intelectual e múltipla.

Avaliações

Em entrevista, profissionais que atuam na APAE de Ituverava demonstraram seu grande apreço pela realização do evento e ressaltaram a importância que tem a Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla principalmente para os assistidos. “Nessa semana, tivemos o objetivo de levar informação à população sobre os direitos da pessoa com deficiência”, lembrou a diretora pedagógica da APAE, Lucymara Sanches. “Isso é muito importante para eles, por mais diferente que seja, eles têm direito a se desenvolver dentro de seus limites, a serem respeitados e terem um tratamento digno”, ressaltou ao Jornal O Progresso.

“Agradeço a contribuição de todos, da equipe da APAE e colaboradores, professores e monitoras que não medem esforços para que tudo saia da melhor forma possível e sempre pensando no bem-estar dos nossos alunos”, gratificou. “Os alunos vão embora muito felizes, eles amam o aconchego da APAE”, concluiu.

Manuela Marcos, psicóloga da instituição também relatou sua perspectiva sobre o evento. “Realizar o evento de modo on-line para a comunidade e com os alunos que estão em casa foi um desafio, pois além disso tínhamos também os alunos e assistidos que já estão frequentando a escola presencialmente”, recordou.

“Mais uma vez, o que fica é que temos uma equipe que se renova com as adversidades”, destacou.

“O benefício da realização on-line é que conseguimos atingir muito mais pessoas, em diferentes lugares, e acompanhando as redes, acreditamos que tenhamos alcançado muitas pessoas. Isso engrandece o tema, onde a causa é tão importante. Agradecemos a todos que contribuíram”, finalizou.

Regina Cortez, professora, também atuante na APAE, destacou a importância da Semana da Pessoa com Deficiência. “É uma semana de suma importância para enaltecer o trabalho de nossos alunos/assistidos. Além da forma de como nós professores nos reinventamos na pandemia”, frisou em entrevista. Em relação à dinâmica, a professora Aline Barbalho descreveu as diferentes formas que foi possível alcançar os alunos e destacar cada um. “Muito válido o depoimento dos alunos sobre a pandemia diante da perspectiva deles”, relatou. “Neste ano, na Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla conseguimos alcançar algumas áreas como jogos, reportagens em jornal, fazendo o mundo ter um olhar para nós da Educação Especial”, concluiu.